no dia de Iemanjá

abstract-2468874_1920

nos teus olhos
corre um rio tão fácil
de perder de vista
onde encontra o mar

no teu corpo
um remanso o tempo
onde me aposento
se quero me dar

todas as redes do mundo
todo o sertão em luar
todos os barcos que partem
no dia de Iemanjá

nos teus sonhos
eu me encontrei inteiro
eu virei passageiro
e deixei de esperar

nos teus contos
eu vi fazer a terra
onde enraízo as horas
e vou encontrar

todas as redes do mundo
todo o sertão em luar
todos os barcos que partem
no dia de Iemanjá

no dia de Iemanjá
no dis de Iemanjá

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s