tanto passado

spiral

1
a gente é tanto o passado
história recontada de nós

a chuva que lá nos molhou
as mesas que partilhamos

as cartas que escrevemos
quem não mais retornou

2
o tempo sempre tão agora
em dobras que trago de ti

nas valsas que escutamos
o corte que não cicatrizou

todas as noites do mundo
sede fome saudade e café

3
ninguém vai embora de si
não há senão reencontros

o livro que você tanto leu
e os textos que jorram daí

longo arco pra tuas viagens
a portos nunca longe daqui

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s