matadouro

gralha

mataram Aymberê
mataram mataram
mataram Zumbi
Tiradentes
mataram prenderam mataram

mataram Olga Benario
mataram mataram
mataram Marighella
Vladimir
mataram prenderam mataram

mataram Chico Mendes
mataram mataram
mataram Dorothy
Marielle
mataram prenderam mataram

na enxurrada de sangue
e na erosão dos corpos
a nação-matadouro
perpetua ocos:
ética-oca
santos-ocos
ocas-notícias
justiça-oca
gente-oca

que ontem [e sempre]
nos prenderam compadre!
prenderam
as ruas os pobres
os negros os índios
meninas-meninos-vontades

e um dicionário de brasileiro
– língua tantas, suaaaaaaaave
rosto escuro, corpo samba
bola terra banho maní –
foi dado às traças.

para que minha
filha só fale inglês,
prenderam vozes
política direitos.
prenderam Lula
na terra fria do Paraná

***

mas era outono,
tempo de gralha
semear florestas

e de brisa que não cessa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s