amor jobim

piano-1522856_1920
há papéis sobre a mesa
que eu mesmo escrevi:
tantos planos de curso
gente que desenhei
as perguntas pra tudo
País que atravessei
numa viva matriz…

pincéis

sublinhei em laranja
a palavra amor:
nas letras de itamar
livros de mia e rosa
nas meninas do Vale
que eu mesmo escutei
telas de beira-mar…

azuis

há quarenta e seis dias
faço a casa em sol
linhas tênues borram
sonhos que desenhei
e me faço mais cinza
me começo outra vez
é preciso remar

te chamei

para provar as noites
ser menino ao tempo
vamos brincar lá fora
mergulhar no sereno
e viver só de tons

amor jobim

é dormir nos teus braços
para perder as festas
é quando queres muito
e é quando não pensas
quando vai quando quanda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s