vulto

vulto

algo te escreve

imprecisa mão
que não vês
– e não podes –

texto dentro
do outro
a te fazer
de efeitos

tu és
um feixe
um gosto
um lapso
um parto

ou apenas
estação

onde
desembarcam
vozes
vultos
vontades

tu és um quase
um quando
um tipo
um só
um

e tão
pouco
sabes

quase
nada
escolhes

entre ir
ou não
vives
de apostas

és um
risco
de si

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s