todo setembro

meu pensamento
é estado de poesia

desorganizo, logo existo.
metaforizo, lento insisto.

tenho rabiscos
entre minhocas
e coçeiras em
fazê-los vivos

minha pele é
o longo campo
de cantos,
jazida semântica
a jorrar
nós-de-garganta,
desesquecimentos

só sei de mim
em transpirar palavras:

sou
as minhas sentenças

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s