dobras

sat
lhe escreveria
palavras azuis

seria apenas para
lhe atiçar sorrisos

e dobraria o tempo
em camadas finas

para me mover
do antes ao agora

de hoje a ontem
sem obstáculos

e seria um satélite
minúsculo flutuante

a orbitar nossa cama
fotografando teu mundo

as cores dos seus sapatos
as marcas do teu rosto

teus olhos apertados
e os teus cabelos brancos

até me perder no tempo
mergulhar em outras dobras

e sempre poder voltar
em todas as direções

lá e aqui, lá e aqui, lá e aqui
para não existir saudade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s